A investida da Justiça contra blogueiros já é uma realidade no Brasil. O Caso emblemático de censura contra blogs foi o da jornalista amapaense, Alcinéa Cavalcante, por conta da campanha “Xô Sarney” que ela realizou em seu blog, ano passado.

Hoje, Manoel Netto do bog Tecnocracia publicou o pertinente artigo Processos judiciais em tempos de Web 2.0, que trata sobre do assunto e merece ser lido por todos que escrevem em blogs.

Pincei do post o trecho abaixo, que considerei bastante pertinente:

“O blog, meus amigos, é hoje o carro-chefe do conteúdo gerado pelo consumidor, seu maior e mais atuante representante. Qualquer pessoa pode criar um blog hoje, tenha ela pretensões comerciais ou não, artísticas ou não, literárias ou não. Fechar um blog por conta de um post ou meramente um comentário feito, que julgue-se ofensa pessoal, seria o mesmo que justificar o fechamento de um jornal por conta de um artigo assinado. Determinar o encerramento das atividades de um blog é, antes de tudo, censura. É podar a liberdade de expressão e, por que não dizer, a liberdade de imprensa”.

Qualquer espécie de censura é condenável e deve ser combatida.

Anúncios