maos.jpeg

Ler e escrever sobre blogs tem sido o meu passatempo predileto. Aliás, estou me especializando no assunto. Quero me profissionalizar. Ser blogueiro full time. Meu trabalho de conclusão de curso de especialização é sobre o papel dos blogs e sites colaborativos como janelas democratizadoras da comunicação no Brasil e no mundo. Os blogueiros nos Estados Unidos já vivem uma realidade irrefutável: são tratados como editores respeitados, conseguem credencial para cobrir eventos importantes… Mais que isso: dão furo nos veículos impressos, constantemente. No Brasil, o movimento blogueiro ainda está tentando se firmar como mídia profissional. Demonstrações disso foram dadas no mês de agosto, quando aconteceram dois encontros de blogueiros, um no Rio de Janeiro e outro em São Paulo. Neste início de setembro os blogs também foram temas de boas discussões: o debate sobre a credibilidade de conteúdo digital, promovido pelo Estadão (o jornal jurássico brasileiro) e o Encontro de Blogueiros de Fortaleza. São, todos estes, ventos que sopram favoravelmente à profissionalização da blogosfera tupiniquim. Uma coisa é certa: ninguém em sã consciência pode ignorar o blog como potente instrumento de comunicação. Quem o fizer estará cometendo uma das maiores bobagens da vida. Para finalizar, tomo emprestadas as palavras de HUGH HEWITT, tido nos EUA como o historiador não oficial da blogosfera:

O blog é uma oportunidade quase gratuita de estabelecer e defender uma marca, introduzir novos produtos ou produzir agitação, por um tempo indefinido.

Anúncios