Se o jornalismo impresso vai mesmo se extinguir, como prevê Meyer, eu não sei. Mas se as empresas jornalísticas continuarem agindo da forma como estão, publicando boatos, disse-que-disse, matérias pagas como se fossem material editorial, e ainda mudando a política editorial de acordo com as conveniências do momento, certamente o bem mais caro à prática jornalística, que é a credibilidade dos jornais e dos jornalistas, tende a minguar. Aliás, não é à toa que a blogosfera está se expandindo em alta velocidade. É exatamente porque as pessoas estão preferindo ler meios alternativos de informação a ter que ver sempre mais do mesmo nas páginas de jornal. E essa é uma constatação de estudiosos internacionais, como é o caso do próprio Meyer.

Anúncios