O homem do bezerro de R$ 2 milhões renunciou ao mandato de senador. O ex-governador de Brasília Joaquim Roriz, enrolado das maracutaias que enlameiam a instituição Congresso Nacional não agüentou muito tempo no desempenho de papel de fingidor e jogou a toalha. Abriu mão do mandato para não ter que passar pelo processo de cassação, que era iminente. Com tantos processos nas costas, Roriz é um dos muitos nomes que precisam ser banidos de uma vez por todas do cenário político brasileiro.

Anúncios