A situação da educação pública no Brasil é lastimável no país como um todo.

Goiás é um estado que tem uma economia forte, baseada na agricultura, na agroindústria e agora recebendo montadoras de automóvies trnasnacionais.

No entanto, no quesito educação, os professores e os estudantes sofrem com a mesma negligência por parte do governo. Quadro que é similar em todos os demais estados.

Em greve há quase um mês, os professores da rede estadual de ensino realizaram assembléia na sexta-feira, em frente ao Palácio Pedro Ludovico, antigo Centro Administrativo, e deciciram dar continuidade ao movimento grevista.

Os professores reivindicam, entre outras coisas, o pagamento do salário dentro do mês trabalhado. O governo já atendeu esta reivindicação, mas faltam outras, que os educadores têm como prioritárias.

Os professores goianos não se deram por satisfeitos. Vão permancer com as aulas paralisadas. Nova assembléia está marcada para o dia 9 de maio.

Enquanto isso, os estudantes ficam prejudicados sem aula.

Anúncios