O deputado estadual Chicão da Silveira (PDT-RR) tachou de absurda a manifestação dos militantes do MST por melhorias no campo para que possam ter uma vida digna. Na opinião do deputado, os agricultores que se manifestam em Boa Vista desde terça-feira, 17, “são pessoas que não têm o que fazer e se integram a essa organização que apela para as táticas mais mesquinhas, a fim de conseguir resultados positivos nas suas reivindicações”. O deputado critica os integrantes do MST por eles reivindicarem melhores condições de vida no campo, como estradas pelo menos trafegáveis e energia elétrica. O representante do povo (será mesmo?) complementa: “Esse pessoal, em sua maioria, não sabe plantar nem um pé de alface”. Como se pode perceber, na opinião do parlamentar, os trabalhadores rurais estão reclamando de barriga cheia, pois não precisam de regalias como estradas e energia para viver bem no campo. Isso é mordomia para esse povo que não sebe fazer nada, não é mesmo deputado? O discurso de Chicão da Silveira é típico da maioria dos deputados estaduais de Roraima, quase todos eles grandes proprietários de terras e belas fazendas nas regiões norte e sul do Estado. Por isso, eles criticam a ação do MST, pois temem que suas propriedade bem cuidadas, com água, energia e boa infra-estrutura – bem diferente dos lotes dos pequenos agricultores – sejam ocupados por uma massa de trabalhadores rurais desdentados, como bem disse um dos manifestantes de microfone em punho.

Anúncios