No momento em que a sociedade brasileira se vê assolada por uma onde de violência sem precedentes e discute, no calor das emoções, a redução da maioridade penal, a cidade de Boa Vista acorda sob o choque da morte de uma garotinha de apenas 11 anos, que foi estuprada e morta por três maníacos. Sim, maníacos. Porque só quem sofre de desvio de personalidade e de um vazio total de espírito pode fazer uma coisa dessas. O caso: a menina sai de casa de bicicleta, na manhã de uma segunda-feira chuvosa (ontem), no bairro Raiar do Sol em Boa Vista. Sua mãe dá conta do seu desaparecimento e diante das evidências começa a suspeitar que sua filha tenha sido estuprada e morta. A confirmação viria logo depois, quando são encontradas a bicicleta, uma presilha de cabelo e uma faca quebrada ao meio. A polícia inicia as buscas e encontra o corpo da menina enterrado em cova rasa, em um matagal localizado nas proximidades. Não demora muito e os suspeitos são identificados. Para a comoção geral: dois adolescentes e um adulto de mais de trinta anos – este, tio da criança – são os autores do hediondo crime. A crueldade: como se não bastasse a violência bestial de terem estuprado a garotinha, os três animais ainda a mataram a golpes de faca e tijoladas na cabeça. Detidos, logo um dos acusados aparece morto antes mesmo de chegar à delegacia. A versão da polícia é a de que ele fora linchado pela população. No depoimento de um dos monstros, o tio da menina, de nome Edvan José FELICIDADE (vejam só, Felicidade), sobre como procederam no assassinado da menina, ele disse que aplicar o golpe de faca foi “como cortar bife”. Quanta crueldade! E o pior: a menina foi abusada sexualmente depois de morta. Nesses casos, sou completamente favorável à pena de morte. Não há outra forma de punir alguém por um crime como esse. Colocar um sujeito desses na cadeia não vai ajudar na sua recuperação. Assim como manter os adolescentes criminosos em albergues também vai contribuir para a sua ressocialização. Eles carregarão para sempre a marca e a culpa de terem violentado uma menina de 11 anos. Que poderia ser a filha de qualquer um de nós. QUE DEUS NOS LIVRE.

Anúncios