Pesquisa realizada pelo estudante norte-americano Max Magee, aluno da Escola Medill de Jornalismo (Universidade Northwestern), com o objetivo de identificar os requisitos a serem preenchidos pelos jornalistas que escrevem para a internet, revela que o diferencial entre o jornalista on line e os que escrevem para o impresso é a forma de pensar. “A internet está obrigando os profissionais a pensar em formato multimídia, imaginar narrativas não lineares onde o leitor, por exemplo, cria o seu próprio roteiro de leitura, e conceber o seu trabalho dentro de um contexto social, através da interatividade com o público”, diz o jornalista Carlos Catilho, que escreve no blog Código Aberto, no site do Observatório da Imprensa. Leia mais aqui.

Anúncios